6.1.06

 

Surf and Roses

É verdade... muitos surfistas são cool... peace and love... salvam banhistas... estimam a sua minina... nem precisam de relógio, TV ou ar condicionado... só precisam de boas ondas...

Mas nem tudo são rosas... nem sempre a onda é a melhor!


" O australiano Dave Winchester (...) foi espancando por surfistas da casa da Volcom, em Pipeline, no passado dia 30. Segundo testemunhas, o surfista Mark Healy da casa da Volcom havia dropado a onda primeiro, mas estava muito atrás e não teria chances de passar a onda, foi aí que Dave entrou na onda e acabou também por não conseguir passar.
Na mesma hora, Mark seguiu Dave até à areia. O nadador-salvador (isso mesmo o nadador-salvador!) apontou para Dave e os outros locais da casa correram na sua direcção agredindo-o com vários socos no rosto e pontapés no corpo.
Dave só teve tempo de correr deixando a sua prancha e pés-de-pato para trás que mais tarde os locais se encarregaram de meter no lixo (...) "
by: Beachcam Laboratório


E não é preciso ir tão longe...

Basta surfar no Marcelino...
... roubar uma onda a outro (nem que seja sem querer... aliás, é sempre sem querer!)!
... e a prancha só não acaba no lixo se não couber!

E basta ir a Carcavelos......
... ter fé de que não vamos ser roubados*...
... e ficamos logo com uma boa desculpa para agredir imensos putos!
(os pais gastam imenso papel em aulinhas de surf mas ainda ninguém lhes enfiou na cabeça que as regras de prioridade no surf são para respeitar!)

* este roubar não tem nada a ver com arrastões... falo de ter prioridade numa onda mas ninguém sair da frente!... "é uma gaija? claro que não saio!"... ARGH!!!!

Comments:
Pois é! Infelizmente isso aconteceu e não que seja a favor desse tipo de atitudes, mas o "Winnie" admitiu que a culpa era dele embora não houvesse necessidade de lhe baterem. Ainda por cima quem lhe bateu foi o Mark Healy que além de surfista profissional é nadador-salvador nessa mesma praia pelo que o exmplo que deveria dar era todo excepto o que deu! Quanto aos dropinanços porque és mulher, tens que exprimentar um dia o longboard e quando se meterem á tua frente basta dizer "com licença..." que eles até fogem!
 
Ena... conversas de surfers...
 
REgras, regras..há sempre alguém a quebrá-las...nem que seja só para o gozo...

Boas ondas é o que eu te desejo!!
 
Não sabia que era assim tão complicado ir na onda de outra pessoa. Julgava que era tudo ao molho...
 
Eu não percebo nada de surf, mas percebo de respeito e boa educação. E isso devia ser usado, não só para o surf, mas para tudo na vida.

Com carinho
Ana
 
a questão é muito simples. surfar pipe pode causar a morte a qualquer um (presumo que tens uma ideia do que é a bancada de coral que da origem a pipeline e a backdoor, sem contar com o poder da onda em si), quanto mais um drop numa onda ja com dono.
e não te esqueças do localismo,
neste caso não existem prioridades.
 
Parece que afinal o surf não é um desporto para cavalheiros, nem para ladys!;)

Beijos
 
Portanto, deduz que os surfistas precisam de um manual de boas maneiras...
Um abraço e bom fim de semana.
 
É o peace and love a funcionar.
Ondas há muitas! Senão ponham tickets com nuneros e seguem à vez!
 
Que atitude tão linda de fair play. :(((
 
Qual surf? Não há como a sueca... ;)

Beijitos da Zona Franca
 
Bem agora o pessoal fica com a ideia que o surf é um desporto violento apenas devido a este pequeno incidente. A mim parece-me que a esta história faltam algumas partes.

Nas nossas água já vi situações de alguma tensão entre surfistas mas não passam de desabafos acabando por ir cada um à sua onda e esquecer o assunto. Como em tudo existem regras e é preciso respeitar... e dar um certo desconto aos putos que querem apanhar todas as ondas!

Ricardo Rodrigues
 
faz-m lembrar 1 filme
 
Respeito e desrespeito pelos outros existe em todas as àreas, agora chegar a vias de facto, convenhamos... é preciso ter "cabedal"!! :(
BJ bom fim de semana :)
 
Isso sempre foi assim em praias onde as ondas boas predominam e o "crowd" é sempre bastante. Geralmente não são aceites pessoas novas para surfar nessas zonas e não é permitido que um roube a onda de outro. O que vale é que lá na prainha do costume é muito diferente do Hawai ou da Califórnia e as pessoas sempre se entendem de acordo com a filosofia pacífica do surf. Beijos.
 
Eu arrisco-me a dizer que um dia destes inventam uma prancha com taco de basebol incorporado para evitar roubos de ondas, eheheh.Não ligues foi uma piada parva!
 
Hi #NAME#. Just found your site via shoes. Although I was looking for shoes I was glad i came upon your site. Thanks for the read!
 
Sara, Surfei 8 anos no Marcelino e sempre fui contra a agressão e o localismo exagerado, o Alemão ( que Deus o tenha), o Careca e esse pessoaltinha mesmo aspecto de "Black Trunks" havaianos...mas na conversa é que ia lá...agora o meu poiso é o Bar de Ribeira e as ondas perfeitas da Ericeira, acabou-se o Show para as babes ...
Localismo em demasia...enjoa...até a mim que sinto o Quintal de Ribeira a rebentar pelas costuras...tb já fui maçarro.
Um beijo
Miguel
 
E mais, o OIIII OIII já não funciona, o pessoal já não ouve...ai fico irritado...mas tento explicar , quanto mais velho mais paciente....
Bejo
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?